quinta-feira, 2 de abril de 2009

INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO: As Jóias da Coroa/Instrução Universal de Deus/O significado das instruções Divina/Recepção da Mensagem/Revelação do Místico.


AS JÓIAS DA COROA

Os 10 Mandamentos são os documentos religiosos mais conhecidos no mundo. Os primeiros comentaristas da Torá (os cinco livros de Moisés) escreveram que o texto dos 10 mandamentos referencia á todos os 613 Mandamentos dado ao povo Judeu. As Sete Leis dos Bnei Noach, que foram entregues as primeiras gerações dos homens, começou com Adão. 620 é o valor numérico da palavra “Coroa”, em Hebraico. Como tal, nós achamos o povo Judeu do qual carrega a responsabilidade pelos 613 Mandamentos junto com os Gentios (não-judeu) que são responsáveis pelos mandamentos universais, junto adorna a Coroa da Realeza do Todo Poderoso sobre o mundo inteiro com as 620 coroas – os mandamentos das palavras do Todo Poderoso até ao homem.

INSTRUÇÃO UNIVERSAL DE DEUS

A porção da Torá mais associada com os Gentios é Noé, Gênesis 6:9 através de 11:32.

Cada Gentio deveria procurar imitar Noé, no compromisso para seguir a palavra de Deus.

Quando Noé e a sua família saíram da arca eles tinham construído, Deus formou um novo pacto com eles e por conseqüência com toda humanidade.

As instruções para Noé de Deus, que se tornou o progenitor de todos aqueles que nasceram depois do dilúvio, são obrigatórias para todos os seres humanos, “Os Filhos de Noé” ou Bnei Noach, em Hebraico. Essas instruções, muitas das quais foram dadas no principio a Adão, são os Sete mandamentos gerais conhecidos hoje como as Sete Leis dos Bnei Noach. Eles são:

* Uma proibição contra adoração de qualquer entidade que não seja o único Deus.

* Uma proibição contra blasfemar o Nome de Deus

*Uma proibição contra assassinato

*Uma proibição contra roubo

*Uma proibição contra adultério

*Uma proibição contra comer a carne de um animal vivo

*A interdição de estabelecer um tribunal de sistema para garantir uma sociedade justa baseada nessas leis

O SIGNIFICADO DAS INSTRUÇÕES DIVINAS

Para entender o significado completo dessas Sete Leis, alguém deve primeiro reconhecer que a Torá não é simplesmente um livro de histórias sobre as primeiras gerações da humanidade, os Filhos de Israel, seu Êxodo no Egito, e sua peregrinação no deserto. A Torá é e deveria ser experimentada como uma revelação própria de Deus – particularmente de Sua Vontade. Na linguagem do Zohar “Deus e a Torá são Um”.

Como uma revelação da Vontade do Todo Poderoso, a Torá pode ser descrita como o manual para a vida do usuário, revelando a quem estude isso as instruções do funcionamento do fabricante.

Considerando isso, as Leis dos Bnei Noach não podem ser vistas como meras exigências técnicas que Deus fez aos seres humanos. Elas são a própria revelação da Vontade de Deus. Comprometer com esses mandamentos, uma pessoa já estaria manifestando a Vontade do Todo Poderoso em nossa realidade mundana.

RECEPÇÃO DA MENSAGEM

Os Judeus têm a responsabilidade ser uma “Luz até as nações”, isto significa que eles são responsáveis para ensinar o não-Judeu como obedecer as Sete Leis dos Bnei Noach e por fazer assim, levar o mundo inteiro a uma verdadeira adoração do único Deus, assim levando a redenção final, como Isaías profetizou.

REVELAÇÃO DO MÍSTICO

Neste livro, nós tencionamos introduzir um aspecto completamente novo das Leis dos Bnei Noach. Se o compromisso dos Bnei Noach ao único Deus é mantido na raiz, devem prosperar isso num modo criativo e vigoroso na experiência religiosa e expresão. A chave para alcançar isto situa na dimensão mística da Torá. Por apresentar os aspectos místicos das Leis dos Bnei Noach, como derivados da Cabalá e Judaismo Chassídico, a tradição do misticismo Judaico que revela a dimensão profunda dos ensinamentos da Torá, este livro oferece principalmente os aspectos filosófico-teóricos, e espirituais do serviço Divino dos Gentios, ao mesmo tempo, abrindo novos caminhos para a expressão religiosa. Com essa tarefa em mente, nós manteremos aos princípios da Fé vinculada nas Leis dos Bnei Noach.

Nenhum comentário:

Postar um comentário